sábado, 7 de dezembro de 2019

FUNESC DIVULGA PROGRAMAÇÃO DA MOSTRA SERTÃO E ANUNCIA HOMENAGEM A ROBERTO CARTAXO

A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) divulgou, nesta sexta-feira (6), a programação geral da Mostra Sertão de Teatro, Dança e Circo. Em sua primeira edição, o evento recebe espetáculos de cidades da região, a exemplo de Pombal, Sousa, Uiraúna, São João do Rio do Peixe e Joca Claudino. As atividades acontecem de 16 a 21 deste mês, no Teatro Íracles Pires, em Cajazeiras. O homenageado é o teatrólogo Roberto Cartaxo, natural do município.

A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) divulgou, nesta sexta-feira (6), a programação geral da Mostra Sertão de Teatro, Dança e Circo. Em sua primeira edição, o evento recebe espetáculos de cidades da região, a exemplo de Pombal, Sousa, Uiraúna, São João do Rio do Peixe e Joca Claudino. As atividades acontecem de 16 a 21 deste mês, no Teatro Íracles Pires, em Cajazeiras. O homenageado é o teatrólogo Roberto Cartaxo, natural do município.

Nos dias 16 e 17, as ações estão voltadas para a parte de formação com as oficinas de Direção, ministrada por Duílio Cunha e de coreografia, por Victor D’Olive. As inscrições para as oficinas são feitas na secretaria do Teatro ICA, das 8h às 12h e das 14h às 18h. As apresentações de espetáculos ocorrem de 18 a 21 de dezembro (programação completa ao final desta matéria).

No dia 18, o espetáculo circense ‘Perfeitamente Imperfeitos’, da Cia. Trupeçando (Sumé, PB) abre a programação. Em seguida, o Balé Cidade de Campina Grande apresenta ‘Black Nina’ e, por fim, a peça de teatro ‘As Jurássicas’, do Grupo Independente de Produções Teatrais (Sousa, PB). A parte musical fica por conta de Naldinho Braga (Cajazeiras, PB).

O evento foi planejado com a finalidade de estimular e popularizar a fruição das artes cênicas no sertão da Paraíba, como também promover encontros e vivências com os demais territórios paraibanos. Por meio de edital foram selecionadas 14 propostas artístico-culturais, sendo três musicais. O ‘Musical Rei Leão’, do Coletivo Est. Guilherme Frantz (São José do Rio do Peixe-PB) e ‘O Palhaço do Planeta Verde’, do Grupo Acate (Cajazeiras-PB), anunciados anteriormente como selecionados, foram desclassificados por não atenderem a itens pontuados no Edital de Seleção.

A Mostra Sertão não tem caráter competitivo e todos os espetáculos de artes cênicas selecionados recebem cachê no valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais). Para os grupos musicais, o cachê é de R$ 1.500. Os grupos contemplados de fora do município de Cajazeiras-PB, além do cachê, recebem uma ajuda de custo no valor de R$ 300,00 (trezentos reais). Além das artes cênicas, o evento contemplará a música.

Durante seis dias serão realizadas oficinas, debates, shows, espetáculos selecionados por meio de edital e uma homenagem a Roberto Cartaxo com a apresentação da peça ‘Joanas do Brasil’ pelo Grupo de Teatro Funesc, formado por ex-alunos do curso.


Programação da Mostra Sertão de Teatro, Dança e Circo.


Dia

Local

Horas

E v e n t o

16/12

Palco do Teatro

14 às 18

Oficina de Direção. Facilitador: Duílio Cunha

17/12

Sala de Dança
Palco do Teatro

08 às 12
14 às 18

Oficina Coreografia para todo mundo. Facilitador: Victor D’Olive
Oficina de Direção. Facilitador: Duílio Cunha

18/12

Palco do Teatro
Sala de Dança
Na rua

Palco do Teatro

Palco do Teatro

Jardim do Teatro

08 às 12
14 às 18
19h.

20h

21h10

22h10

Oficina Coreografia para todo mundo. Facilitador: Victor D’Olive
Oficina de Direção. Facilitador: Duílio Cunha
Circo - 50’, Perfeitamente Imperfeitos. Cia. Trupeçando. Sumé-PB
Dança - 50’, Black Nina. Balé Cidade de Campina Grande. Campina Grande-PB
Teatro - 60’, As Jurássicas. Grupo Independente de Produções Teatrais. Sousa-PB
Música. Naldinho Braga. Cajazeiras-PB


19/12

Palco do Teatro

Palco do Teatro
Palco do Teatro

Jardim do Teatro


19h

20h
21h

21h40

Dança - 40’, Mistura Paraibana. Tropa de Danças Regionais. Joca Claudino-PB
Circo - 40’, Viva o Circo. Grupo de Teatro Oficina. Sousa-PB
Teatro - 40’, Show Opinião de Novo. Ação Literária Expressão Popular. João Pessoa-PB
Música. Elon. Pombal-PB

20/12

Na Rua

Palco do Teatro

Jardim do Teatro

18h

20h

21h

22h

Teatro - 45’, Torturas de Um Coração. Grupo de Teatro Oficina. Sousa-PB.
Dança - 30’, O Tempo Não Para. Cazuza Eternamente. Cia de Dança Freestyle. Cajazeiras-PB
Teatro - 40’, Ynio, Canto às Yabás. Cia. Luna de Teatro. Cajazeiras-PB
Palco Aberto

21/12

Palco do Teatro

Palco do Teatro

Palco do Teatro

Jardim do Teatro


18h

19h30

20h45

21h30

Teatro - 75’, Trinca mais não quebra. Grupo Acate. Cajazeiras-PB
Dança - 60’, Varais de Saudade. Cia de Dança Marcelo Fiúza. Cajazeiras-PB
Teatro. Homenagem a Roberto Cartaxo: Joanas do Brasil. Grupo de Teatro Funesc. João Pessoa-PB
Música. Júnior Sax. Uiraúna-PB

As inscrições para as oficinas são feitas na secretaria do Teatro ICA, das 08 às 12h e das 14 às 18h.





fonte: Funesc

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

UM POUCO DA MULTI-EXPRESSIVA ARTE DE MARCOS PÊ



A multi-expressividade na arte de um artista, fiel a sua arte, se mostra pelo compromisso com sua história de dedicação, de irrequieta sensatez com o fazer. Marcos Pê desafia o tempo, as coordenadas cartográficas de convivência com a técnica que desenvolveu e apreendeu, e sucintamente brinca com ela, mostrando todo seu talento e maturidade com manuseio dos elementos de produção, parecendo até que por capricho, a tal falta de criatividade, não foi problema e nunca vai ser para ele. 

Um obstinado, obcecado nessa busca incessante pela produção de uma arte original, rica de elementos lúdicos, passeante no contexto do cotidiano popular dos que o cerca. Por esse prisma, ele viaja sem medo de voltar ou seguir ainda mais, desafiando limites e fronteiras da criatividade. Enveredando pelo imaginário e místico mundo na xilogravura nordestina, misturando aí, os anos de prancheta nas artes gráficas e das atividades da pintura de quadros, percorridos desde seus primórdios passatempos, a serviço do antigo Atelier de Artes Plásticas de sua terra Cajazeiras.

Com toda essa experiência; essa bagagem de vivência e convivência nesse “vislumbrante” mundo da arte, não restava a Marcos nada mais a não ser produzir belas imagens, assim como essas, sejam elas fauvistas, ocre ou preto-branco. Tudo para preencher o seu ego, ou para presentear os olhos de quem gosta de arte, que como ele, que faz da arte a sua razão de continuar vivendo no mundo complexo, porém encantador que é a arte.

Cleudimar Ferreira










DOCUMENTÁRIO VAI MOSTRAR VIDA DE TRANS E TRAVESTIS NA CIDADE DE CAJAZEIRAS

fonte: https://senhoradaspalavrasblog.wordpress.com/

Joyce Montinelly

Por Mabel Dias

“Existirmos, a que será que se destina?” é o nome do documentário que começa a ser gravado nesta quarta-feira (04) na cidade de Cajazeiras, dirigido por uma mulher trans, Joyce Montinelly. O projeto foi aprovado no edital do Fundo Municipal de Incentivo à Cultura (Fuminc) 2018, numa iniciativa da Prefeitura Municipal de Cajazeiras, através da Secretaria de Cultura e Turismo.

O documentário vai contar a história de três pessoas da comunidade T do município de Cajazeiras, entre elas, a de Joyce. “Será uma ferramenta de visibilidade e sensibilização da sociedade para mostrar os estigmas sofridos por pessoas trans e travestis, buscando contar sua vida, seus sonhos e objetivos, com dignidade”, conta a diretora.

Através do vídeo, Joyce Montinelly, visa, também, desmistificar preconceitos; garantir, através da arte, inclusão e respeito às trans e travestis e mostrar que o cotidiano dessas pessoas merece ser conhecido. “Com este documentário quero trazer a nossa história a partir do nosso olhar e da nossa fala, mostrar a vulnerabilidade da população de travestis e transexuais (femininos e masculinos); denunciar a violência sofrida por esta comunidade, e compreender as formas de exclusão e preconceito que tem legitimado práticas de violência contra a identidade de gênero desta população.”, ressalta.

O roteiro foi elaborado durante o JABRE - Laboratório Para Jovens Roteiristas, que é um projeto da UFPB e teve a sua versão 2019 realizada na cidade de Nazarezinho, sertão paraibano.



sexta-feira, 22 de novembro de 2019

COMEÇA HOJE (22) EM TRIUNFO O PROJETO ROTA DO SOL




A tão esperada abertura do Projeto Rota do Sol acontece hoje (22) na cidade de Triunfo. Lá, haverá entre outras atrações, as apresentações de Ki Pagode, Grupo de Xaxado Bandoleiros do Sertão, Cia de Danças Populares Pisada do Sertão, Quilombolas, Cia Folclórica Pisa na Fulô, Rei de Congos, As Xicas e Ballet Folclórico de La Florida, este último do Chile. No domingo, Banda Filarmônica Joaquim Moreira Silva, Banda Filarmônica Nossa Senhora dos Milagres, Banda Maestro Gonçalo Farias dos Santos, Banda Dr. Vicente Fernandes Lopes e Banda Filarmônica da Associação Nossa Senhora de Fátima.

Também nesse final de semana, o projeto segue com atrações nos municípios de Bernardino Batista e Joca Claudino. Em Bernardino Batista, estão previstas para este sábado (23) as apresentações de Grupo de Dança Flor da Serra, Ballet Folclórico de La Florida, Rei de Congos, Cia de Dança e Teatro da Felc, Cia Folclórica Pisa na Fulô e Grupo Semart. Já em Joca Claudino, no domingo (24), teremos as apresentações de Tropa de Danças Regionais, Cia Folclórica Pisa na Fulô, Rei dos Congos, Cia de Danças Populares Pisada do Sertão e Ballet Folclórico de La Florida.

No próximo final de semana, Cajazeiras recebe o Projeto Rota do Sol, no domingo (01/12) com grandes apresentações no Festival Internacional de Culturas Populares. Lembrando que a cidade, a partir de segunda-feira (25), já se preparando para acolhida do projeto, realizará cursos de mandalas, oficinas, festival de poesia encenada, culinária, samba de roda e artesanato.

O Rota do Sol é um circuito itinerante de arte e cultura do Alto Sertão, com ações culturais em seis municípios. O objetivo é contribuir para o fortalecimento e promoção das artes populares como mecanismo de desenvolvimento cultural e turístico.


fontecajazeiras.pb.gov.br

segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Funesc divulga resultado de seleção do edital da Mostra Sertão de Teatro, Dança e Circo




A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (FUNESC) divulgou nesta segunda-feira (18) os nomes dos grupos/artistas e espetáculos selecionados para a ‘Mostra Sertão de Teatro, Dança e Circo’. O evento acontece entre os dias 15 e 21 de dezembro, no Teatro Íracles Pires, em Cajazeiras. Conforme previsto no edital, foram selecionadas 15 propostas artístico-culturais, sendo 12 provenientes de cidades do sertão paraibano (uma de circo, três de dança, cinco de teatro e três de música) e três oriundas das demais regiões do Estado. Apenas a área de música contempla propostas exclusivamente advindas do Sertão. Os proponentes selecionados deverão apresentar a documentação exigida no edital no período de 19 de novembro a 02 de dezembro. A divulgação da programação oficial será feita pela FUNESC no dia 06 de dezembro.

Propostas selecionadas

Cerca de 60 propostas foram submetidas a esta primeira edição da ‘Mostra Sertão de Teatro, Dança e Circo’ da FUNESC. Foram recebidas inscrições de várias cidades sertanejas - que é o foco do evento -, a exemplo de Pombal, Sousa, Uiraúna, São João do Rio do Peixe e Joca Claudino. 

Confira a lista dos selecionados:

T e a t r o
Selecionados do Sertão
Torturas de Um Coração
Grupo de Teatro Oficina
Sousa
O Palhaço do Planeta Verde
Grupo Acate
Cajazeiras
Musical O Rei Leão
Coletivo Est. Guilherme Frantz
São João do Rio do Peixe
As Jurássicas’
Grupo Independente de Produções Teatrais
Sousa
Ynio, Canto às Yabás’
Cia Luna de Teatro
Cajazeiras
Selecionado de outras regiões
Show Opinião de Novo
Ação Literária Expressão Popular
João Pessoa
Suplentes
Trinca, Mas Não Quebra.
Grupo Acate
Cajazeiras
Memórias de Terra e Água
Alarido Produções Artísticas
João Pessoa

D a n ç a
Selecionados do Sertão
Varais de Saudade
Cia de Dança Marcelo Fiúza
Cajazeiras
Mistura Paraibana
Tropa de Danças Regionais
Joca Claudino
O Tempo Não Para, Cazuza Eternamente
Cia de Dança Freestyle
Cajazeiras
Selecionado de outras regiões
Black Nina
Balé Cidade de Campina Grande
Campina Grande
Suplentes
Lampião e Maria Bonita: Entre o Amor e o Cangaço
Cia de Teatro e Dança da FLC
Uiraúna
Raxa
Grupo Soul Brazil
João Pessoa

C i r c o
Selecionados do Sertão
Viva o Circo
Grupo de Teatro Oficina
Sousa
Selecionado de outras regiões
Perfeitamente Imperfeitos
Cia. Trupeçando
Sumé
Suplentes
O Circo da Pulga Voadora
Cia. Forrobodó de Teatro
João Pessoa
O Circo da Cara de Clow
Cia. Lua Crescente
João Pessoa

M ú s i c a
Selecionados do Sertão
Elon

Pombal
Naldinho Braga

Cajazeiras
Júnior Sax

Uiraúna
Suplentes
Profana Inquisição

Sousa
Anarquia Organizada

Sousa

Curadoria


A curadoria do edital foi realizada por membros das gerências de teatro, dança, circo e música da Fundação Espaço Cultural, além de artistas e produtores culturais convidados, todos com vasta experiência em suas áreas de atuação. A comissão de curadoria de teatro foi formada por Humberto Lopes, além dos convidados Edilson Alves e Tarcísio Pereira. Já a curadoria da área de dança foi assinada por Angela Navarro, Mariana Uchôa e Silva, além de Luciana Portela, convidada da Funesc. Os espetáculos de circo foram selecionados pelos curadores Josemberg Pereira, Daniel Nóbrega e Giovanna Lima, como convidada. As apresentações musicais foram selecionadas por Arthur Pessoa, além dos convidados Jofran di Carvalho e Elisandra Roméria da Silva (Sandra Belê).

Serviço

Mostra sertão de Teatro, Dança e Circo
Apresentação da documentação exigida - 19/11 a 02/12
Divulgação da programação completa - 06 de dezembro
Espetáculos: 18 a 21/12
Local do evento: Teatro Íracles Pires – Cajazeiras/PB
Entrada: Gratuita



fonte: FUNESC