segunda-feira, 30 de junho de 2008

...Punk's, New Wave's, Velô's, Etc.



"Deixa eu dançar pro meu corpo ficar odara
Minha cara minha cuca ficar odara
Deixa eu cantar que é pro mundo ficar odara
Pra ficar tudo jóia rara
Qualquer coisa que se sonhara
Canto e danço que dara."
Escreveu, Caetano Veloso.


Disseram também a mim,
que em um baú não só tem poeira não.
Mas afirmaram porém:

"Tem passado, tem presente,
tem saudades..."
"Tem lembranças...
Tem amarelo na cara
e fotografias desbotadas...
E bem datadas."

...E foi botando a mão sem querer
"no meu matulão", que encontrei e puxei o panfleto acima. Amarelado e manchado; cheirando a mofo e velhinho; não seu afirmar o que não vi nem o que estava escrito, nem tão pouco o que aconteceu naquele dia 16 de junho de 1984. ...Quer saber? Se é assim... Click na imagem acima e viaje no universo contemporâneo da literatura cajazeirense dos anos 80.



Nenhum comentário: