sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

SOBRE O FECHAMENTO DA ESCOLA DE TEATRO



Instalada em 1982, pelo Reitor da UFPB José Jackson de Carvalho, a antiga Escola de Teatro de Cajazeiras, que na realidade nunca funcionou como escola de formação de atores - pois durante o curto tempo que esteve aberta jamais formou um ator ou atriz; situava na antiga residência onde morou a (já falecida) matriarca do teatro cajazeirense Íracles Brocos Pires - Ica. Na época da sua desativação, uma terça-feira, dia 23 julho de 1985, segmentos da cultura e imprensa da terra de Padre Rolim, culparam o recém impossado Diretor do Centro de Formação de Professores, José Leite da Silva de ser o responsável principal pelo o seu fechamento. Uma inverdade; pois a decisão de acabar com a mesma, foi tomada dentro das dependências do NTU - Núcleo de Teatro Universitário, em João Pessoa, por dirigentes e lideranças ligadas aos Grupos de Teatro Terra e Grutac, que desfrutava de boa ligação com a direção daquele Núcleo de Teatro e que faziam oposição ao Grupo de Teatro Boiada e a Associação de Teatro Amador de Cajazeiras - ATAC; entidades que reividicaram a instalação da escola na cidade. O reitor José Jackson, apenas persuadiu um pedido feito e o Diretor do Centro de Formação de Professores cumpriu ordens - já que os integrantes do NTU gozavam de prestígio e confiança junto a PRAC, COEX, orgãos que eram vinculados a Reitoria.

Nenhum comentário: